O dia em que ele veio ao mundo

O dia do dia que seria o dia mais feliz da minha vida…

O dia começou tenso. Estava há 15 dias em casa, esperando a  hora dele chegar, após me sentir mal e ter alguns probleminhas. Entrei de licença 15 dias antes para ficar mais calma, sair do estresse do trabalho e cuidar dos últimos momentos, terminar de preparar o quartinho, organizar os detalhes, as roupinhas e tudo o mais que cerca esse pequeno mundinho maternal. Havia passado a noite anterior tendo umas contrações que me acompanhavam há alguns dias, mas que, para a frustração de todos, não eram as do parto, propriamente ditas.

Senti as benditas até aproximadamente três da manhã, quando, cansada, acabei dormindo. Ele mexia muito e as pontadas eram relativamente fortes. Às sete da manhã, ao acordar, olhei em volta e me vi em casa, olhando as paredes do meu quarto. Fiquei frustradíssima! Afinal, sonhei já estar entrando em trabalho de parto e com meu filho vindo ao mundo depois de tantas contrações… Nada disso! Estava em casa, sentindo nada e pior: com a barriga dura e na mais completa falta de movimento. Após lidar com a frustração, veio a preocupação. O bebezão não estava mexendo! O que será que havia acontecido?

Passa a mão no telefone e liga para a prima (que é enfermeira, consultora em bebês) e depois para o obstetra. Os dois afirmaram: calma, mulher, se você ficou cansada após tantas contrações, imagina o seu bebê! Ele deve estar dormindo, esgotado de tanto ser prensado a noite toda. Mais calma, me preparei para ir ao médico à tarde para consulta de rotina, que já estava sendo semanal. Cheguei lá, bem ansiosa e quando meu médico foi fazer o exame de toque, surpresa! Sangramento além do normal. Muito triste, acatei o que ele disse, para me preparar e voltar no fim do dia para a intervenção cirúrgica. Como estava tendo muitas contrações de preparação, eu poderia sangrar muito e isso poderia trazer complicações para o bebê.

Frustrada por não entrar em trabalho de parto, não sentir tudo aquilo que esperei nove meses para sentir, já que estava me preparando para o parto normal, acatei por pensar na saúde do meu filho e fui. Voltei para casa, dei os últimos telefonemas e preparei tudo. Às 18h em ponto estava no hospital e começaram a me preparar. Era tudo tão estranho e intenso! Para completar, depois de vestida e paramentada com as roupas hospitalares, vi que havia esquecido a máquina no carro. Graças à uma enfermeira-filha-de-Deus-que-me-emprestou-a-máquina, meu filho não ficou sem seus primeiros momentos registrados.

Era emoção, medo, amor por quem ainda não sei, pânico que desse errado, confiança que tudo ia dar certo, suadeira, frio de iceberg, tudo corria nas veias, no estômago e na espinha. Mas tudo colaborou para que o momento fosse tranquilo. Médico muito bom, já meu antigo conhecido, o anestesista maravilhoso, equipe de enfermagem excepcional, enfim, Vênus com Saturno no quadrante de Peixes, tudo alinhado para a maravilha do momento.

Papai B. estava mais nervoso que eu. Tanto que na hora em que o médico abriu a barriga, ele disse que o bebê começou a chorar lá dentro ainda. Quando tiraram o pequeno Léo de lá de dentro, chorando muito, ele pensou: “Meu Deus, coloca ele lá dentro de novo, por favor!” Já rimos muito desse pensamento. Mas agora, papai B., não há mais volta. Há sim, um lindo caminho pela frente onde vamos amar, educar e preparar nosso filhote para a vida.

E foi assim que ele veio ao mundo! Encheu de sentido e alegria a nossa vida e o resto é aprender a ser pai e mãe. Porque isso, ningúem ensina, só sendo para aprender.

Um beijo, meu filho, meu carinho, minha vida!

Flávia Gomes,
Mãe do Pequeno Léo.

Anúncios

3 comentários sobre “O dia em que ele veio ao mundo

  1. Realmente é um momento muito difícil, emocionante e preocupante para a mulher. Acredito eu que tudo passa pela cabeça de uma mãe na hora do parto. Mas, correu tudo bem e o Leozão está aí cheio de energia. É um dos bebês mais alegres que conheço. Muita saúde para você e para meu sobrinho.

  2. Pingback: 2 anos e 6 meses depois… | Espaço Materna

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s